quinta-feira, 28 de outubro de 2010

O STF acovardado

Soou-me minimamente patética a decisão do STF, ontem, sobre a lei do Ficha Limpa. Mais uma vez ficaram num irritante empate de 5 x 5, mas como uma decisão é necessária e urgente, teve de se fazer uma emenda. O maior responsável, pra mim, foi o Presidente, Cézar Peluso, que não teve coragem de dar o seu voto de minerva, pois havia se posicionado contrário à validade imediata da lei e de sua retroatividade. Isto posto, o Supremo, então, disse: É, já que eu não resolvi, vale a decisão do TSE.
Isso é pífio para uma Suprema Corte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário