quarta-feira, 19 de maio de 2010

Senado aprova por unanimidade Ficha Limpa, que segue para sanção de Lula

UOL Notícias
.
O Senado aprovou por unanimidade nesta quarta-feira (19) o projeto Ficha Limpa, que impede o registro de candidaturas de políticos com condenação por crimes graves após decisão colegiada da Justiça (mais de um juiz). A inelegibilidade será de oito anos após o cumprimento da pena.
Como o Senado não mudou o projeto já aprovado pela Câmara dos Deputados na semana passada, o projeto segue agora para a sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Não há consenso, no entanto, para a aplicação da lei na eleição de outubro. Para alguns, caso o projeto seja sancionado por Lula antes das convenções que definem os candidatos, as regras podem ser aplicadas; outros parlamentares dizem que a proposta teria de ter sido aprovada em 2009 para poder valer neste ano.
O Ficha Limpa é um projeto de iniciativa popular: recebeu 1,6 milhão de assinaturas e foi apresentado ao Congresso em setembro do ano passado.
Mais cedo, o presidente da República em exercício, José Alencar, defendeu a aprovação do projeto. “Tenho pedido para que votem [o Ficha Limpa], o Brasil precisa disso. Aliás, a impunidade não pode continuar no país, é preciso que haja rigor em todas as investigações e também no cumprimento da lei”, disse Alencar.
.
Minha análise
Quando eu assumo uma posição eminentemente otimista sobre as coisas do Brasil, inclusive sobre a política, é por que eu tenho a plena consciência de que, se o povo desejar mudanças, envolver-se politicamente e souber se organizar para exercer pressão, o cenário mudará para melhor. Esse projeto do "Ficha Limpa", como todos sabem, é de iniciativa popular e foi aprovado por um congresso que tá cheio de gente que não se elegerá mais para a próxima legislatura se a lei começar a vigorar já para essas eleições. Literalmente, como se diz, "cortaram na carne". O projeto só passou por que a sociedade brasileira pressionou para que assim as coisas fossem. É assim que as coisas funcionam em uma democracia. Estamos todos de parabéns, é uma conquista histórica para um país tão acostumado a "jeitinhos" e conchavos políticos espúrios.
Basta-nos agora fiscalizar o cumprimento da lei e continuar a pressão para que o Presidente Lula sancione-a o quanto antes.

2 comentários:

  1. É isso ae Raul, estava torcendo para que o projeto fosse aprovado. Conseguimos essa vitória :)

    ResponderExcluir
  2. STF condena deputado do DEM por mau uso de dinheiro público
    Cássio Taniguchi foi prefeito de Curitiba de 1997 a 2000.

    Raul, menos um para essa nova geração...

    ResponderExcluir