segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Um pouco mais sobre o pré-sal e os prognósticos

Como as pessoas que visitam esse blog são leitores atentos, com certeza já leram muito sobre a discussão do pré-sal que a hora se trava por todos os espaços mais politizados do país. Trata-se de um assunto da mais alta relevância que nós não podemos ignorar.
O projeto do governo federal aconteceu mais ou menos como eu já esperava, como já se dizia que ia ser. A grande discussão que se fazia era sobre qual seria o papel da petrobras, uma vez que o governo tinha a pretensão de criar a petro-sal. Parece-me que os ministros acharam um meio termo: Deram à petrobras o monopólio de, pelo menos, 30% de cada um dos novos poços a serem explorados. À nova empresa caberá administrar as reservas, ser algo como uma reguladora. Dessa forma, ela não explorará diretamente, mas criará os marcos legais de como a exploração deve se proceder. Os recursos advindos desta imensa riqueza deverão ser destinados à ciência, tecnologia, infra-estrutura e combate à pobreza.
Se tudo correr como se espera, nós poderemos dar um grande salto de qualidade. Essa é uma grande oportunidade que temos de transformar uma das tantas riquezas naturais que temos em, efetivamente, riqueza social, ou seja, melhorar a qualidade de vida do nosso povo.
Hoje é 7 de setembro, dia de nossa independência. Orgulho-me muito do Brasil e de tudo o que ele representa. Somos um belíssimo país com grande futuro pela frente. Depende apenas de nós.
Um abraço a todos.

Um comentário: