quinta-feira, 9 de julho de 2009

Obama pede que Lula ajude a convencer Irã a abandonar programa nuclear

da BBC Brasil
.
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva que use sua influência para tentar convencer o Irã a abandonar o seu programa nuclear.Segundo o porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, o assunto foi tratado no encontro de meia hora entre os dois presidentes na manhã desta quinta-feira em Áquila, na Itália, onde acontece a reunião anual da cúpula do G8, o grupo dos oito países mais industrializados do planeta.Lula se encontrou com Obama no dia seguinte à sua reunião com membros do G5 (Brasil, México, China, Índia e África do Sul), na quarta-feira. Mais tarde, eles se reveem na cúpula do G8 (Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, França, Alemanha, Itália, Japão e Rússia) com o G5.
O presidente americano teria afirmado que, como um parceiro comercial próximo do Irã, o Brasil teria condições de exercer uma influência para impedir que o país consiga desenvolver armas nucleares.Os líderes do G8 afirmaram durante o encontro em Áquila que o Irã não deve buscar o desenvolvimento de armas nucleares.O Irã, que não participa da reunião, argumenta que seu programa nuclear tem fins pacíficos e nega ter a intenção de desenvolver armas atômicas.
O assessor especial de Lula para assuntos internacionais, Marco Aurélio Garcia, confirmou que a questão do Irã foi levantada por Obama durante a conversa entre os dois presidentes, mas disse que não houve nenhum tipo de censura do líder americano sobre a relação próxima entre os governos brasileiro e iraniano.Ele também disse que Obama não mencionou durante o encontro o convite brasileiro para a visita ao país do presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad.Uma visita programada para pouco antes das eleições presidenciais do mês passado, nas quais Ahmadinejad conquistou uma contestada reeleição, acabou sendo cancelada na véspera, mas o governo brasileiro diz que o convite para a visita do líder iraniano ao país ainda está mantido.